sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Bullying - Mentes Perigosas nas escolas

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O que é bullying?

Atos agressivos físicos ou verbais só são evitados com a união de diretores, professores, alunos e famílias

Bullying é uma situação que se caracteriza por atos agressivos verbais ou físicos de maneira repetitiva por parte de um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo inglês refere-se ao verbo "ameaçar, intimidar". A versão digital desse tipo de comportamento é chamada de cyberbullying, quando as ameaças são propagadas pelo meio virtual.
Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas. E todo ambiente escolar pode apresentar esse problema. "A escola que afirma não ter bullying ou não sabe o que é ou está negando sua existência", diz o médico pediatra Lauro Monteiro Filho, fundador da Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência (Abrapia), que estuda o problema há nove anos.
Segundo o médico, o papel da escola começa em admitir que é um local passível de bullying, informar professores e alunos sobre o que é e deixar claro que o estabelecimento não admitirá a prática - prevenir é o melhor remédio. O papel dos professores também é fundamental. Eles podem identificar os atores do bullying - agressores e vítimas. "O agressor não é assim apenas na escola. Normalmente ele tem uma relação familiar onde tudo se resolve pela violência verbal ou física e ele reproduz isso no ambiente escolar", explica o especialista. Já a vítima costuma ser uma criança com baixa autoestima e retraída tanto na escola quanto no lar. "Por essas características, é difícil esse jovem conseguir reagir", afirma Lauro. Aí é que entra a questão da repetição no bullying, pois se o aluno reage, a tendência é que a provocação cesse.
Claro que não se pode banir as brincadeiras entre colegas no ambiente escolar. O que a escola precisa é distinguir o limiar entre uma piada aceitável e uma agressão. "Isso não é tão difícil como parece. Basta que o professor se coloque no lugar da vítima. O apelido é engraçado? Mas como eu me sentiria se fosse chamado assim?", orienta o médico. Ao perceber o bullying, o professor deve corrigir o aluno. E em casos de violência física, a escola deve tomar as medidas devidas, sempre envolvendo os pais.
O médico pediatra lembra que só a escola não consegue resolver o problema, mas é normalmente nesse ambiente que se demonstram os primeiros sinais de um agressor. "A tendência é que ele seja assim por toda a vida a menos que seja tratado", diz. Uma das peças fundamentais é que este jovem tenha exemplos a seguir de pessoas que não resolvam as situações com violência - e quem melhor que o professor para isso? No entanto, o mestre não pode tomar toda a responsabilidade para si. "Bullying só se resolve com o envolvimento de toda a escola - direção, docentes e alunos - e a família", afirma o pediatra.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Aprenda a fazer um AQUECEDOR de ÁGUA SOLAR !!! Super fácil e prático !


Ecoprático - Episódio 12 - Parte 2 from Ecoprático on Vimeo.
ASBC: Sigla de Aquecedor Solar de Baixo Custo,
projeto gratuito de um aquecedor solar de água, de 200 a 1.000 litros, destinado a substituir parcialmente a energia elétrica consumida por 36.000.000 de famílias brasileiras usuárias do chuveiro elétrico, em casas e apartamentos.
Este projeto está sendo desenvolvido, desde janeiro de 1999, pela ONG Sociedade do Sol, sigla SoSol, sediada no CIETEC - Centro Incubador de Empresas Tecnológicas, no Campus da USP/IPEN.
O projeto contou em sua fase inicial com o apoio da FAPESP, MCT, CNPq E FINEP.
Aos interessados no Aquecedor Solar de Baixo Custo (ASBC), sugerimos a leitura da Introdução à forma de disseminação da tecnologia do ASBC antes de dar início em suas pesquisas pelo site.
http://www.sociedadedosol.org.br/

quinta-feira, 28 de outubro de 2010



Educação Ambiental
Descrição:Educação Ambiental - Conhecimento e Ação para a Sustentabilidade: O curso tem como objetivo apresentar e discutir as diversas teorias para a construção do campo da Educação Ambiental e analisar propostas, projetos, experiências, bem como práticas educativas que tematizem a relação entre educação, sustentabilidade, meio ambiente e cidadania.

Público-alvo: educadores do ensino formal e não formal, profissionais da iniciativa privada e de organizações não governamentais, universitários interessados em atuar no campo da Educação Ambiental.

Carga horária: 21 horas - 7 encontros de 3 horas às 2ª e 4ª feiras das 19 às 22h

Inscrições até 28/10/2010 – mínimo 20 e máximo 25 inscritos
Datas do curso: 03, 08, 10, 17, 22, 24 e 29 de Novembro.


Caso não haja número mínimo de inscritos, as inscrições serão prorrogadas até 12/11/2010


Datas do curso: 17, 22, 24, 29 de novembro, 01,06,08 de Dezembro.

Mais informações: agenda@sosma.org.br ou telefone 11-3055-7888 - 3055-7894.












domingo, 24 de outubro de 2010

Semana da Educação 2010

Tive a oportunidade de participar do segundo dia, onde foi focado nas didáticas da leitura e escrita, e contou com duas convidadas internacionais. A primeira é a francesa Anne-Marie Chartier, renomada estudiosa dos processos de escrita e leitura. O que ela fez muito bem ao ler um texto de sua autoria traduzido para a Língua Portuguesa (ela leu em português), um texto no qual durante 1h30, falava sobre as diferenças no ensino no Brasil e na França. Muito cansativo.

Em seguida, a palavra é da argentina Ana Siro, coordenadora de projetos de leitura no governo da cidade de Buenos Aires. Seu assunto é a produção de textos: ela analisou como alunos de 9 a 11 anos atuam em uma importante etapa do percurso de autoria, a escrita de narrativas com mudança de ponto de vista (por exemplo, a história de Chapeuzinho Vermelho contada pelo Lobo). Uma palestra mais bem elaborada com apresentações dos textos em Power Point.
A convidada muito simpática e com um ponto de vista muito interessante, soube transmitir melhor e de uma maneira menos cansativa. Foi uma palestra nota 10! Adorei ! Parabéns Ana Siro.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Bienal 2010 - São Paulo

Tumulto, muita gente todos os dias da exposição.
Fiquei muito feliz, pois percebi que o povo brasileiro está se interessando mais pela leitura.







Mauricio de Souza autografando.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Exposição "Epidemik" (SP)

Exposição "Epidemik" (SP)

Quando: sex, 2 de julho, 09:00 – dom, 26 de setembro, 15:30

Onde: Estação Ciência, Rua Guaicurus, 1394, Lapa - São Paulo / SP (mapa)

Descrição: Com um videogame coletivo gigante, crianças e adolescentes aprendem como devem agir no enfrentamento de diferentes epidemias. O jogo, desenvolvido na França, pode ser jogado por até 40 pessoas simultaneamente. Valor: Grátis (para professores) e R$ 4 (inteira) Informações: (11)-3672-5364 / 3675-6889, secretaria@eciencia.usp.br ou www.eciencia.usp.br

Exposição "Escavando o Passado - Arqueologia na Cidade de São Paulo"

Exposição "Escavando o Passado - Arqueologia na Cidade de São Paulo"

Quando: qua, 25 de agosto, 09:00 – seg, 25 de outubro, 17:00

Onde: Rua Santo Anselmo, 102, Jardim São Bento - São paulo / SP (mapa)

Descrição: Índios, aldeias, caminhos e modos de vida são identificados por meio de imagens e objetos expostos no local que, futuramente, sediará o Centro de Arqueologia de São Paulo. Quanto: Grátis Informações: programacaosmc@prefeitura.sp.gov.br ou http://www.museudacidade.sp.gov.br/sitiomorrinhos.php

Curso "Transtornos que prejudicam a aprendizagem"

"Transtornos que prejudicam a aprendizagem"

Quando: sáb, 2 de outubro, 09:00 – 17:00

Onde: Rua Pires da Mota, 614, Aclimação - São paulo / SP (mapa)

Descrição: Neste curso serão abordados os seguintes transtornos: dislexia (dificuldade de leitura), disortografia (erros ortográficos), disgrafia (escrita “feia”) e discalculia (dificuldades em matemática), compreendendo suas causas para só então criar estratégias adequadas.

Semana da Educação 2010

Os maiores e mais respeitados especialistas da Educação reunidos para reflexão e incentivo pela melhoria da educação no Brasil. As discussões com especialistas, educadores e demais responsáveis pelo processo educacional girarão em torno de temas como leitura, escrita, o ensino de matemática e gestão escolar.

O evento é uma realização da Fundação Victor Civita em parceria com o apoio institucional do Sesc Vila Mariana e tem como patrocínio Editora Saraiva, Editora Ática e Editora Scipione

Data: de 19 a 21 de outubro de 2010
Horário: das 9 às 18 horas
Local: SESCSP Vila Mariana

Rua Pelotas, 141 - São Paulo, SP

Semana da Educação 2010

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Centro de Altos Estudos da Consciênciologia

Conscienciologia: A Ciência da Consciência
A Conscienciologia é o termo que foi proposto publicamente em 1981 pelo médico e pesquisador brasileiro Waldo Vieira para definir a nova ciência dedicada ao estudo da consciência, que, dentre outros termos, é aquilo o que se denomina por ego, alma, espírito, essência, eu, individualidade, personalidade, pessoa, self, ser ou sujeito.

Para Vieira, a Conscienciologia parte do princípio de que a manifestação da consciência vai além do cérebro físico e que é independente do corpo humano. Portanto, a Conscienciologia propõe o estudo da consciência através de uma abordagem integral, considerando o holossoma, a multidimensionalidade, as bioenergias e a possibilidade da consciência se projetar para fora do corpo humano de maneira autoconsciente.

O holossoma é o conjunto dos quatro veículos de manifestação (corpos) usados pela consciência para se manifestar: o soma (corpo físico), o energossoma (corpo energético, duplo etérico, corpo bioplásmico), o psicossoma (corpo astral) e o mentalsoma (corpo mental).

O corpo físico seria extinto com a morte física, após a qual a consciência se manifestaria exclusivamente em dimensões extrafísicas empregando seus demais corpos até que, por forças naturais ou não, ela volte a constituir um novo corpo físico (reencarnação). A consciência teria, portanto, um aspecto multiexistencial.

A natureza multidimensional da consciência, fica evidenciada durante o fenômeno da experiência fora do corpo (projeção da consciência) quando ela pode se manifestar de forma lúcida em outras dimensões de espaço-tempo além da dimensão física que conhecemos, empregando os corpos não físicos que constituem o seu holossoma.

Além de estar sujeita as forças básicas da natureza, a consciência também interage por meio de bioenergias (energia vital, prana, orgonio, chi) com outras consciências, com outros seres vivos, com o ambiente. Por meio das bioenergias a consciência interfere e sofre interferências do meio.

A consciência seria intimamente regida por uma ética maior que permeia todo o universo, denominada cosmoética. A cosmoética não se limitaria aos conceitos de "certo" e "errado". Ela é orientada pela evolução da consciência, em qualquer dimensão de manifestação. Assim, não se pergunta se uma idéia ou ação é certa, mas se é a favor da evolução das consciências.

Segundo Vieira, o estudo da Conscienciologia com base nesses pressupostos constitui um paradigma consciencial, um novo modelo de idéias, distinto, portanto, do paradigma adotado pelas ciências tradicionais. Ainda segundo o autor, o escopo da Conscienciologia é o estudo da consciência do vírus (a forma mais simples de consciência) ao Serenão, a consciência mais evoluída existente em nosso planeta.


segunda-feira, 15 de março de 2010

Oficinas Pedagógicas FOCO (SP)

A Escola Projeto Vida está com inscrições abertas para as oficinas de especialização para professores e gestores. As oficinas são: ‘Ensino da música: obrigação ou prazer?’, ‘Pedagogia da cultura corporal: uma outra perspectiva na área da Educação Física’, ‘Educação inclusiva: construindo estratégias para ensinar e aprender’ e ‘Cuidar e educar na educação infantil’.

Quando: 20 de março de 2010
Onde: Rua Valdemar Martins, 148, Casa Verde – São Paulo / SP
Informações: (11) 2236-1425 / (11) 2236-1458 / carolina@projetovida.com.br

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Educação para todos - Portugal

A Campanha Global pela Educação (Global Campaign for Education - GCE) é uma coligação internacional de organizações da sociedade civil e ONGs, de sindicatos do mundo educativo, centros escolares e movimentos sociais diversificados, comprometidos com o Direito à Educação.

Vale a pena entrar no site para conferir!!